Projeto Ponto Firme na SPFW!

Hey, folks! Já estamos contando os dias para a SPFW. Vem aí mais uma temporada que promete ser maraa! Uma super novidade dará início a 45ª edição do evento, que acontece entre 21 e 26 de abril no Parque do Ibirapuera e, é claro, que eu já adianto aqui pra vocês! Pela primeira vez, uma coleção desenvolvida por presidiários estará na passarela da São Paulo Fashion Week! Massa, né? Vem ver!

O designer e artesão Gustavo Silvestre criou o projeto Ponto Firme e há mais de dois, com uma agulha e renda em mãos, transforma a vida de seus alunos detentos levando o conhecimento das técnicas do crochê. O curso técnico de crochê é oferecido na penitenciária masculina Adriano Marrey, em Guarulhos, na Grande São Paulo, e garante certificação e também remissão de pena aos participantes.

gustavosilvestre_1

O Ponto Firme começou com apenas onze alunos, mas já formou cerca de 100 presos. Hoje, conta com um grupo fixo de 26 pessoas. “No começo, os rapazes faziam crochê bem simples. Com o tempo, começaram a criar peças de decoração e tapeçaria, e evoluíram para a confecção de roupas”, diz Gustavo.

Eu e meus alunos com escultura gigante de crochê para cenografia do desfile de hoje dentro da Penitenciária Adriano Marrey. A apresentação foi uma prévia do que vai lançado na abertura do #spfw45. Será a primeira vez que uma coleção desenvolvida por detentos estará na passarela da semana de moda mais importante do país. O poder de transformação está em nossas mãos. Esse evento emocionante só aconteceu graças a pessoas incríveis que contribuiram com muito trabalho e com o coração. MUITO OBRIGADO @melissaoficial @circuloprodutos @_casadopovo @jrcirculo @fewieser @marinabeltrame @mabathandiaye @carlabiriba @nelba @panosocial @ecosimple @suabreuup @suenogues @robertasanches.mua @muchacha.iris @erikapalomino ❤️ @vivibacco @pratescassio @rodolfobeltrao @schon4sure @lica_isak @billmacintyre @karllagirotto @adferrera foto do meu amor @sorrino.

A post shared by Gustavo Silvestre (@silvestregustavo) on

O resultado final das roupas de crochê foi tão positivo que Silvestre quis expandir os horizontes do projeto. “Pensei que seria muito legal se pudéssemos mostrar essas peças fora [da penitenciária]. Então procurei o Paulo Borges [criador e diretor criativo da SPFW], que recebeu a ideia de braços abertos. O projeto tem essa natureza, as pessoas quando entram em contato sempre querem contribuir de alguma forma”.

Ontem aconteceu o desfile do Projeto Ponto Firme dentro da Penitenciária Adriano Marrey. A apresentação foi uma prévia do que vai lançado na abertura do #spfw45. Será a primeira vez que uma coleção desenvolvida por detentos estará na passarela da semana de moda mais importante do país. O poder de transformação está em nossas mãos. Esse evento emocionante só aconteceu graças a pessoas incríveis que contribuiram com muito trabalho e com o coração. MUITO OBRIGADO @melissaoficial @circuloprodutos @_casadopovo @jrcirculo @panosocial @ecosimple @fewieser @marinabeltrame @mabathandiaye @carlabiriba @nelba @suabreuup @suenogues @robertasanches.mua @muchacha.iris @erikapalomino ❤️ @vivibacco @pratescassio @rodolfobeltrao @schon4sure @lica_isak @billmacintyre @karllagirotto @adferrera foto do meu amor @sorrino.

A post shared by Gustavo Silvestre (@silvestregustavo) on

Essa semana os alunos já exibiram suas peças em uma passarela no presídio e estão mais que prontos para a versão expandida que abrirá a semana de moda mais importante do país! Na SPFW serão apresentadas as últimas criações dos detentos, com direito a looks exclusivos para o evento e uma parceria com a Melissa, que trará sapatos da marca customizados pelos detentos. “O poder de transformação está em nossas mãos”, escreveu o artesão em seu Instagram. Verdade absoluta, vamos juntos incentivar e romper as barreiras do preconceito!

1522965790675

Silvestre planeja ainda montar uma marca de roupas dos presidiários e uma cooperativa para os recém libertados. O objetivo é possibilitar novas perspectivas e criar chances de trabalho fora do encarceramento. “Saio de lá feliz e incentivado a inventar mais, porque eles colocam muita energia na atividade”, comemora o artesão. “É engrandecedor.”

Beijos

Awa Guimarães

fimdepost

 

 

 

Deixe aqui seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s