WANDERLUST – SANTIAGO, CHILE

Hoje peço licença para fazer um diário de viagem aqui no blog da Awa, já que semana passada eu tirei uns diazinhos de férias com o maridão e aproveitamos para dar um pulinho no Chile.

A viagem foi curta, de apenas 5 dias, por isso optamos em ficar somente em Santiago para explorar ao máximo essa capital que nos conquistou para sempre! Aliás, em um dos dias, resolvemos ir até Viña del Mar e Valparaíso, duas cidades que ficam pertinho dali e que dá para conhecer em apenas um ou dois dias. Mais abaixo conto melhor como foi.

Chegamos na segunda 17h45  e já fui recepcionada com a vista linda dos Andes ♡ e como era meu aniversário, com um bolinho e um Feliz Cumpleaños preparado pelo marido e a equipe do hotel. Pensa se fiquei feliz?

img_2082

Processed with VSCO with a5 preset

Por falar em hotel, nos hospedamos no Solace, que fica no bairro Providencia. Além de termos adorado tudo em relação ao quarto, café da manhã, uma vista linda do terraço, atendimento e uma cozinha maravilhosa, a localização foi um dos destaques. Como andamos muito de metrô quando viajamos, não tem nada melhor do que ter uma estação a poucos metros de você.

Processed with VSCO with a5 preset

Uma dica que damos para quem quer usar transporte público é logo de cara comprar um cartão BIP que funciona como o bilhete único de lá e que você carrega uma certa quantidade para que possa usar durante os dias que ficar na cidade. Isso é ótimo, porque evita de enfrentar filas gigantescas toda vez que tiver que comprar um ticket do metrô.

Ah! E hora ou outra você encontra um artista cantando pelos vagões. Apesar de muitos locais detestarem e até fazerem campanha contra, eu adoro essas manifestações de arte em qualquer lugar e situação.

bip

Nesse mesmo dia jantamos no restaurante El Mesón Nerudiano, no bairro Bellavista. Um lugar super charmoso, aconchegante e totalmente inspirado pelo poeta chileno e amado Pablo Neruda. De quebra, ainda fomos convidados para assistir ao show de dois cantores sensacionais da região no piso subterrâneo, regado de muita poesia, do jeito que a gente gosta! ♡

meson-nerudiano

No segundo dia fomos conhecer dois lugares incríveis: O Cerro de San Cristóbal e a casa onde Neruda viveu por anos com sua esposa Matilde, La Chascona, onde hoje funciona a Fundação Pablo Neruda. Ambos ficam no bairro Bellavista e merecem uma visitinha.

Para subir ao Cerro, vamos de funicular, um trenzinho vertical que nos leva ao topo sem maiores esforços. Mas lá em cima, encontramos várias pessoas que se aventuraram a pé ou de bike. Se você for atleta, fica a dica!

A vista do local é incrível e traz aquela paz difícil de explicar. Acho que essa paz deve-se ao canto gregoriano que ouvimos quando nos aproximamos da estátua da virgem de 36m de altura que é possível ser vista de vários cantos da cidade. Fomos pela manhã, mas dizem que o pôr do sol de lá é um dos mais lindos do mundo!

Processed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 preset

Descemos, almoçamos no Barrica 94 (é maravilhoso!) e voltamos para a casa mais que perfeita de Pablo Neruda e sua esposa Matilde.

Não é permitido tirar fotos no interior da casa, por isso, peguei algumas no site só para ilustrar para vocês. É muito bacana entrar em lugar onde uma pessoa que você sempre admirou viveu por anos e que respira tanta história, tanta poesia, tanto amor. Se já éramos fãs do poeta, voltamos do Chile três vezes mais.

Além disso, é muito legal como é feita a visita. No início eles nos dão uma espécie de fone onde vamos apertando os números conforme os cômodos da casa e uma pessoa na sua língua de origem te explica passo a passo de cada detalhe do lugar. Se vocês gostam de poesia, arquitetura, história, devem conhecer esse lugar!

No dia seguinte, pegamos um ônibus e fomos conhecer Vinã del Mar e Valparaíso, que ficam a 1h30 de Santiago.

Vinã já nos presenteia com o Oceano Pacífico. Ficamos por alguns instantes sentados nas pedras só admirando aquele paraíso. Dava vontade de ficar lá por horas, mas tínhamos muita coisa para conhecer.

Como já chegamos praticamente na hora do almoço, nossa passagem por lá foi breve, já que queríamos aproveitar mais de Valparaíso.

Processed with VSCO with hb1 presetProcessed with VSCO with hb1 preset

Colorida, Valparaíso já nos chamou a atenção logo de cara! Com morros enormes, cada um uma atração, é impossível não se apaixonar pelos ares históricos dessa cidade portuária charmosíssima.

Subimos em dois cerros. Um para conhecer a segunda casa de Neruda de 5 andares (só faltou a de Isla Negra) e o Concepción, onde tomamos um café delicioso e pudemos desfrutar de uma paisagem de tirar o fôlego.

Confesso que queríamos ter ficado mais na cidade, mas infelizmente nosso tempo era curto. O bom é que ficou a vontade de voltar e com certeza a realizaremos.

img_2199

Processed with VSCO with hb1 preset

Processed with VSCO with q3 preset

Processed with VSCO with q3 preset

Processed with VSCO with q3 preset

Processed with VSCO with q3 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with q3 preset

Na quinta-feira fizemos um tour por alguns museus. A intenção era fazer mais, mas o tempo não deixa a gente fazer tudo o que quer né? Da próxima faremos os outros.

Conhecemos o Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana, o museu do Correio e museu de Belas Artes. O mais impressionante com certeza é o primeiro, onde vemos os primórdios da civilização em uma exposição limpa, atrativa e em alguns pontos, super moderna.

Processed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 preset

À noite fomos conhecer o bairro Lastarria, conhecido pela boemia. Logo que chegamos já fomos atrás da feira de antiguidades que acontece na rua que dá nome ao bairro, mas infelizmente já estava acabando e conseguimos garimpar muito pouco.

Depois fomos jantar no Sur Patagónico e escolhemos uma autêntica parrillada patagônica. Para quem é carnívoro como nós, vale a pena o pedido!

Com certeza esse é um dos bairros mais charmosos de Santiago (apesar de ser difícil eleger um só). Tem feirinhas nas ruas com artesanato, tem lojinhas e brechós tipicamente chilenos e alguns achados de arte que merecem nossa atenção.

Processed with VSCO with a5 preset

Por último, na sexta-feira para nos despedirmos com chave de ouro, fomos conhecer o Parque Bicentenário. Ficamos simplesmente de boca aberta com um espaço tão grande e tão bem cuidado. Dava vontade de deitar na grama e ficar lá o dia todo sem fazer nada, sem pensar em nada.

Aproveitamos para almoçar no Mestizo, um restaurante que foi super indicado pra gente e que com certeza valeu ter seguirmos a dica. Ele fica dentro do parque, tem uma estrutura super contemporânea e uma comida de dar água na boca. Para quem quiser conhecer, a sugestão é que ligue para fazer a reserva com antecedência, pois é um lugar super disputado e que requer uma certa espera caso decidam ir de última hora.

Processed with Snapseed.Processed with VSCO with hb1 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with hb1 preset

E no fim da tarde, fomos caminhando até a Gran Torre Santiago, o maior prédio da América Latina, onde funciona um shopping, o Costanera Center, de 6 andares super bem divididos e com marcas como H&M, Mango, Zara, Topshop, entre outras. Pensa numa pessoa enlouquecida com tantas opções? Haha! Pena que em Santiago as coisas não sejam tão baratas assim, mas se você tiver tempo e procurar, dá para encontrar coisitas bacanas com preços acessíveis.

Neste mesmo prédio fica o Sky Costanera, um mirante no alto dos 300m da construção, onde é possível ver toda a cidade de Santiago em uma vista de 360º. Subimos até o 61º em um elevador extremamente rápido e no 62º através de uma escada rolante. Por sorte, o dia estava claro e conseguimos ver os Andes, ainda com um pouco de neve, rodeando uma parte da capital. Ficamos por lá para ver o pôr do sol e foi muito, mas muito compensador.

Processed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 preset

O Chile é um lugar apaixonante. Dos países da América Latina que conheci, com certeza ele é o que mais funciona, em todos os sentidos. Se eu quero voltar? Óbvio! Quero ter a oportunidade de conhecer todos os extremos desse país, do deserto ao pico mais elevado. Que venha a próxima!

Gostaram? Se tiverem mais dicas, acrescentem aqui nos comentários!

Beijos!

Marcelly Silveira
@marcelly.silveira

14508711_1196068137101492_1637326014_n

 

 

 

 

 

Deixe aqui seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s